Fundada em 1987, a Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) é uma organização não-governamental sem fins lucrativos. Desde a sua fundação, a ABIA vem mobilizando a sociedade para enfrentar a epidemia de HIV/AIDS no Brasil, bem como para a luta por acesso a tratamento e assistência e na defesa dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV e AIDS. Neste sentido, a ABIA vem atuando ao longo dos anos no acompanhamento das políticas públicas, na formulação de projetos de educação e prevenção ao HIV/AIDS e no acesso à informação em HIV/AIDS. Para isso, publica boletins, pesquisas e cartilhas informativas, produz cartazes, promove campanhas de prevenção para o rádio e televisão e desenvolve projetos. O Centro de Documentação (CEDOC), criado em 1991 e, neste momento, sendo transferido para a Fundação Oswaldo Cruz, reúne materiais lançados pela ABIA, além de livros, teses, vídeos, artigos de jornais, entre outros materiais educativos, tornando-o um dos maiores centros de informação sobre DSTs/HIV/AIDS do país. Atualmente, a ABIA é reconhecida como instituição de utilidade pública municipal, estadual e federal, com registro junto ao Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).

  • Utilidade Pública Municipal, Lei 2371 de 28/09/1995
  • Utilidade Pública Estadual, Lei 2443 de 26/09/1995
  • Utilidade Pública Federal, decreto de 27/05/1992
  • Registro CNAS nº 44006.001699/1995-11
  • Resolução CNAS nº 180 de 16/10/07 – seção I – publicado no D.O. de 26/10/2007
  • Registro CMDCA-Rio nº 12-12/2009, publicado no D.O.M. de 15/04/2009

Uma rede de solidariedade

Mobilizar a sociedade brasileira para enfrentar o HIV/AIDS no Brasil, formando uma rede de solidariedade. Foi essa a ideia que levou o sociólogo Herbet de Souza, o Betinho, e um grupo de profissionais de diversos setores da vida política e do movimento social nacional a criarem, em 1987, a Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS ( ABIA).

Desde então, acompanhamento das políticas públicas de saúde, educação e prevenção, tratamento e assistência, e direitos humanos tornaram-se palavras de ordem na ABIA. São elas que, combinadas, formam a base do trabalho em desenvolvimento.

Democratizando o acesso à educação e prevenção

A proatividade é uma marca do trabalho da ABIA, que procura desenvolver alternativas para a democratização da informação sobre HIV/AIDS, contribuindo com os esforços governamentais e, principalmente, da sociedade civil, na área de educação e prevenção.

Com isso, cada vez mais a ABIA se torna uma referência nacional e internacional no cenário do HIV/AIDS, consolidando-se como uma fonte divulgadora de informações sobre a epidemia.

Parcerias, sempre

Presente em vários fóruns de discussão com o objetivo de colaborar com o desenvolvimento de estratégias mais eficazes para o combate ao HIV/AIDS, a ABIA integra, hoje, diferentes redes nacionais e internacionais, como o Internacional Council of AIDS-Service Organizations (ICASO), o Latin American and Caribbean Council of AIDS Services Organizations (LACCASO), a Rede Brasil sobre Instituições Financeiras Multilaterais, a Associação Brasileira de Organizações Não-Governamentais (ABONG), a Comissão de Cidadania e Reprodução (CCR) e o Fórum de ONGs/AIDS do Estado do Rio de Janeiro. A finalidade é sempre reforçar e ampliar as possibilidades de parceria e cooperação com financiadores, ONGs, entidades governamentais, universidades e movimentos sociais no Brasil e no exterior.

Políticas públicas: um olhar crítico

Com um olhar crítico e permanente sobre as políticas públicas de saúde em âmbito nacional e internacional, a ABIA vem exercendo um papel fundamental na revisão e no desenvolvimento de novos programas de prevenção e tratamento à AIDS.

Sua postura reivindicadora, sempre estimulando o debate entre os mais variados setores da sociedade – de pesquisadores/as das ciências sociais e médicas a ativistas e representantes dos programas governamentais de enfrentamento à epidemia –, tem ajudado a ABIA a quebrar silêncios, promover o diálogo e a encontrar respostas ao HIV/AIDS.

Tratamento e assistência: luta por garantias

Garantir o acesso das pessoas que vivem com HIV/AIDS a recursos adequados para o tratamento e assistência é uma luta permanente da ABIA. Essa preocupação fez da instituição uma das pioneiras na divulgação de informações sobre novas opções de tratamento e cuidados contra o HIV e na realização de estudos sobre o impacto das terapias anti-retrovirais combinadas, com atenção especial ao acesso, logística e aderência a tratamentos.

Bandeira da dignidade em direitos humanos

Defendendo o conceito de tratamento e assistência como direito humano fundamental, a ABIA mostrou que sem dignidade não há resposta efetiva à epidemia. Essa visão inovadora fez com que a luta pela cidadania plena das pessoas vivendo com HIV/AIDS passasse a integrar o trabalho voltado para a promoção dos direitos sexuais e reprodutivos, lutando contra a discriminação e a exclusão social que tem sido associada com a vulnerabilidade à infecção pelo HIV. A defesa dos direitos como parte integrante da preservação da saúde e a reconceituação de saúde, incluindo a saúde reprodutiva e sexual e a cidadania plena, como questão de justiça social, é a bandeira que conduz os projetos da ABIA atualmente.

Eventos e troca de experiência

Ser um espaço de mobilização de diálogos e ideias é um dos objetivos da ABIA. Com a realização de oficinas, grupos de discussão abertos ao público e seminários, a ABIA promove a participação social e a busca pelo conhecimento, ações fundamentais para agilizar e incrementar o esforço de todos/as que atuam no controle da epidemia de HIV/AIDS.

Publicação


Como resultado de um projeto coletivo desenvolvido por antigos/as e atuais integrantes da ABIA, foi lançado, em 2001, com o apoio da EED e da Fundação Ford, o Livro "Solidariedade: a ABIA na virada do milênio".

A iniciativa é parte de um esforço para contar a história da ABIA desde a sua fundação e registrar episódios, desafios, acertos e desacertos vividos pela instituição e que, em suma, fazem parte da história do movimento social da AIDS no Brasil.

Esta publicação encontra-se disponível para consulta nos arquivos abaixo.

  Livro Solidariedade: a ABIA na virada do milênio

  Anexos

 
 
 
Design e desenvolvimento: Intercraft Solutions.